segunda-feira, 15 de novembro de 2010

399 - papo de jazz e blues em oitavas intercaladas

era coisa de maior importância a iluminação do verso
parecia ornamentado de cometas e estrelas radiantes

22 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Quanto brilho, quanto brilho, quanto brilho, meu querido!
São assim, todos os seus versos...
Enorme abraço, Assis!

Everson Russo disse...

O verso a tudo pode, ele busca longe comentas,,,e como sol tem luz propria...abraços de bom feriado e boa semana.

Marcantonio disse...

E precisa mais? O suficiente para cruzar os céus, e deixar uma marca indelével na memória. Fixar cometas e estrelas não é coisa pouca. Belo!

Abração!

Analuz disse...

Um verso escuro, ainda estou por ver... se é que verei...

Abraço!

Wanderley Elian Lima disse...

Um verso que brilha por si só.
Abração

Lívia Azzi disse...

Verso de luz e alegria em nossos os caminhos.

Beijo!

Ingrid disse...

Sempre muita luz em tuas palavras poeta!
beijo.

Anônimo disse...

Hi,

This is a message for the webmaster/admin here at mileumpoemas.blogspot.com.

May I use part of the information from your post above if I give a link back to this website?

Thanks,
John

Gerana disse...

Uma festa! Bacana.

AC disse...

O verso como sedução...

Abraço

Contos da Joii disse...

Sempre repletas de luz e muito brilho tuas palavras Assis.
Levo-te!
Endereço novo http://contosdajooi.blogspot.com/.
Um beijo.

Jorge Pimenta disse...

os olhos ardem... já os ouvidos, esses, ainda deambulam, autistas, pela via láctea.
um abraço, assis!

Mulher na Polícia disse...

Sempre vejo os poemas bem iluminados. E com cheiros, textura, sons e sabores.

: )

399 beijos pra você!
: )

Nina Rizzi disse...

rsrsrs... esses versos andaram a ler meus pensamentos.

e me bastava a verdade, e nada mais. mas, "todo és mentira, la verdad..."

um beijo de luz ardente (penso em madredeus, euforia)

Everson Russo disse...

Uma belissima terça pra ti amigo,,,abraços.

Dario B. disse...

Seria Billie Holliday ou Scott Joplin?

Lau Milesi disse...

Poxa, poema esperto esse. Jazz, blues... em oitavas intercaladas. É o céu mesmo, sem limites. Lindo!!

Beijo, poeta Assis.

Í.ta** disse...

não era coisa de maior importância.

continua sendo.

para o verso que for, não é?

em oitavas ou não :)

grande abraço!

Cris de Souza disse...

ô sonzera! só você assis...

Mirze Souza disse...

Assis!

Maravilha em oitavas intercaladas!

Beijos poeta MIL!

Mirze

Mai disse...

Dessas melodias que se sente ou desses sentimentos que se cantam.

Enfim o amor é azul?
E que cor tem a poesia?

cheiros

Felicidade Clandestina disse...

faiscas cairam aqui =))