segunda-feira, 22 de novembro de 2010

406 - elegia breve e assustada

investigo estrelas em busca de uma morada
desde que a espada decepou a palavra
venho morrer mais um pouco em tua língua

15 comentários:

Everson Russo disse...

Palavra decepada, verso perdido,,,vamos reconstruir,,,abraços de boa semana.

Mai disse...

E quem nos protegerá de um beijo roubado? No céu da boca morrem todos os beijos enquanto a língua tateia as estrelas.

Nas breves palavras as tantas imagens...

abraços, Assis e boa semana

Cris de Souza disse...

o céu da boca merece um chão de estrelas...

beijo, poeta brilhante!

Marcantonio disse...

Caramba, acho que se pode ler esse poema como expressão da relação inconclusa entre o significante e o signifcado: o sentido, vasculhado nas estrelas, não encontra morada, e vai desfalecer na língua sem palavras.

Seja como for, como sempre, é um poema belo em si mesmo.

Abração!

Lau Milesi disse...

Uma elegia que assusta, embora seja belíssima, como sempre.
Decepar é cruel. Decepar a palavra então...
A verdade é que quando eu "crescer" quero ser como a Mai, que comenta poesia muito lindo.

Eu buscaria morada na Lua..:) Beijo, Assis

Domingos Barroso disse...

Brilhante, brilhante.

Forte abraço,
camarada Assis.

Eder Asa disse...

Melhor que morrer na Língua, só mesmo ressucitar na língua.

Maravilha, Assis!

Mirze Souza disse...

Assis!

Uma EXPLOSÃO POÉTICA, APESAR DA FOICE.

Beijos, poeta MIL!

Mirze

Oria Allyahan disse...

Meniiiiino... simplesmente fantástico: duas, tres palavras e uma enxurrada de imagens!

Quase me afoguei. E que morte...!

Adorei!

Grande abraço!

^^

Ingrid disse...

Assis,
palavras que moram de tuas mãos..
sempre reencontrando os caminhos..
beijo.

Ingrid disse...

Assis,
palavras que moram de tuas mãos..
sempre reencontrando os caminhos..
beijo.

Wanderley Elian Lima disse...

Não entendi nada, mas gostei assim mesmo rsrsrsrs
Abração

Lou Vilela disse...

Uma morte que conduz ao firmamento? rs

Cheiro

Everson Russo disse...

Um belissimo dia pra ti amigo...abraços.

Maria Andrade disse...

sou sua fã, espero que saiba! :)