domingo, 2 de janeiro de 2011

451 - Curto-poema

o amor é tão breve quando chega,
quando parte leva a eternidade

26 comentários:

Ira Buscacio disse...

Curto e redondinho. Amei!

Bjssssssssss

Néia (Dulci) disse...

É bem isso mesmo.
Um abraço.

Tania regina Contreiras disse...

Ah, se leva! Leva sim...
Beijos, assis!

Cris de Souza disse...

falou e disse...

beijo!

Marcantonio disse...

Perfeito. O amor seria esse curto-circuito na fiação do tempo.

Abração, Assis.

Everson Russo disse...

A eternidade da saudade que fica dentro de nós...belo,,,otimo domingo e uma bela semana...abraços.

Lívia Azzi disse...

E os filósofos chamam de transcendência.

Um beijo!

Lau Milesi disse...

Lindo, Assis.
Vinicius diria: "que seja eterno enquanto dure".

Beijo

Mirze Souza disse...

ASSIS!

Leva, mas deixa um pouco da eternidade!

Beijos, poeta MIL!

Mirze

Analuz disse...

...leva a eternidade para decidir se quer partir...

Beijinho de Luz...

Lara Amaral disse...

Vero!

Ingrid disse...

Assis querido,
penso que nunca li ou senti uma definiçaõ,se assim posso dizer,tão perfeita do sentir de um amor..
Beijo.

Bípede Falante disse...

E já é mesmo um castigo essa partida! beijo.

AC disse...

Dois versos para um enorme sentir...

Abraço

sindro disse...

Oi Adorei o seu blog, passe lá no meu blog de textos, obrigado, beijo.

Eder Asa disse...

E quando parte, parte sempre deixa.
Curto é o poema, grande é o sentido.

Tuca Zamagna disse...

Acho que é o menor poema seu que já li, Assis. E, pensando bem, o maior. Tem 1001 versos implícitos no primeiro verso. Sem contar, é claro, os incontáveis contidos na eternidade do segundo.

Abraços

Larissa Santiago disse...

demora vidas...

doído, mas se não for, não é amor.

Malu disse...

É Fato !!!


Bjo.

Í.ta** disse...

fugaz.

teca disse...

Ah... escreveste! Na flor de um dia... lindo!

Muitos beijos, poeta.

Solange disse...

vai ver é por isso que dizem que nos pequenos textos é que se encontram os grandes segredos....


você é realemnte de uma sensibilidade que me desnorteia...

lindo !

beijo enorme e um 2011 de amores e deliadezas...

Luiza Maciel Nogueira disse...

leva o tempo do enquanto :)

beijo

LauraAlberto disse...

em poucas palavras, disseste tudo!
Perfeito!
Beijo
Laura

Jorge Pimenta disse...

e o pior é que tantas são as vezes em que depositamos a brevidade da vida na eternidade fugidia... para quê? para quê?...
um abraço, amigo!

Lídia Borges disse...

(...)"leva a eternidade".

Breve e claro como água da nascente.

L.B.